Ipece vai coordenar Big Data do Ceará e o Centro de Análise de Dados e Avaliação de Políticas Públicas (CAPP)

23 de Abril de 2018

Duas grandes iniciativas do Governo do Estado do Ceará devem aprimorar as políticas públicas de Governo. Recentemente foi publicada uma Portaria no Diário Oficial do Estado e um Decreto que criam o Centro de Análise de Dados e Avaliação de Políticas Públicas, o CAPP; e o programa Big Data Ceará. Trata-se de um esforço conjunto do Gabinete do Governador, Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag), Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) e Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), gestor dos programas.

Conforme o Decreto, o Big Data vai reunir todas as informações disponíveis nas secretarias e órgãos do Governo. Esses dados servirão para subsidiar a avaliação e o monitoramento das principais políticas públicas do Estado. Já o Centro de Análise de Dados e Avaliação de Políticas Públicas (CAPP), criado pela Portaria Nº 13/2018, consiste em um ambiente composto por especialistas do governo e da academia, para auxiliar na leitura dos dados reunidos e no desenho de políticas públicas de Governo.

O início das atividades do Big Data inclui a equipe de pesquisadores do curso de Física da Universidade Federal do Ceará (UFC) sob a coordenação do professor José Soares de Andrade Junior, selecionado pelo programa Cientista Chefe, da Funcap.A equipe será responsável por organizar toda a base de dados no Ipece.

O CAPP inicia suas atividades com 17 pesquisadores que tiveram projetos selecionados na academia no âmbito da graduação e pós-graduação (mestrado e doutorado). E ainda com colaboração de três projetos relacionados ao programa Inovação de Políticas Públicas, também da Funcap, nas áreas de Desempenho das Empresas no Comércio Exterior, Avaliação das Políticas do Estado e Avaliação de Desempenho nas Secretarias de Estado.

De acordo com o diretor geral do Ipece, Flávio Ataliba, o projeto Big Data deve gerar resultados concretos nos próximos seis meses. “Estamos no momento de estruturação do Centro de Análise e do Big Data. No aniversário de 15 anos do Ipece foram assinados acordos de cooperação técnica com diversos órgãos e entidades que vão contribuir com informações para o nosso banco de dados”, explicou Ataliba.

Os dois instrumentos, segundo Flávio Ataliba, vão trazer transparência à sociedade e assim, a população poderá entender melhor os problemas do Estado. Flávio Ataliba explica que está sendo desenvolvida uma tecnologia que permite a leitura dessa nova base de dados. “A inteligência artificial poderá extrair regularidades, correlações, associações e trazer informações e conhecimento de alto valor pro estado.”

O CAPP é composto pelos Diretores da Diretoria de Estudos Econômicos (DIEC), da Diretoria de Estudos Sociais (DISOC), da Diretoria de Estudos de Gestão Pública (DIGEP), do Gerente da Gerência de Estatística, Geografia e Informação (GEGIN) e ocupantes de cargos de provimento em comissão nelas lotados, bem como pelos Analistas de Políticas Públicas. Já a coordenação do Centro é escolhida pelo Diretor Geral do IPECE dentre os seus membros para um período de dois (dois) anos, permitida a recondução.

As áreas de atuação do Centro envolvem principalmente as avaliações de impactos econômicos e sociais de políticas públicas e de desempenho de gestão por resultados. Também diz respeito ao CAPP fortalecer a integração com a comunidade científica local e nacional, permitindo o acesso às instalações do CAPP, facilitando assim a interação com técnicos do estado do Ceará com vistas à troca de informações e ao acesso mais rápido a base de dados disponíveis; propor a concessão de bolsas de pesquisas e premiações a estudiosos locais e nacionais em temas de interesse do estado do Ceará; coordenar o processo de aferição estratégica do desempenho do estado do Ceará; realizar avaliação ex post aprofundada de projetos de investimento e explorar e analisar dados geosocioeconomicos do Estado. “Nós vamos aprender muito durante o processo pioneiro no Estado do Ceará, em nível de governo”, acrescentou o diretor geral do Ipece.